sexta-feira, 22 de julho de 2011


Vou mostrando como sou
E vou sendo como posso,
Jogando meu corpo no mundo,
Andando por todos os cantos
E pela lei natural dos encontros
Eu deixo e recebo um tanto
E passo aos olhos nus
Ou vestidos de lunetas,
Passado, presente,
Participo sendo o mistério do planeta.


— (Mistério do Planeta, Os Novos Baianos)

Um comentário:

Paulo Becare Henrique disse...

Olá, Paula!

Apesar de ainda não ter feito minha estreia lá, sou um dos autores do blog "Feminino". Acabei de ler seu comentário e vim agradecer a visita e o carinho.

"E vou sendo como eu posso". Ser o que se é. Parece fácil, mas há enorme sabedoria nessa "fórmula". Quantos não desperdiçam uma vida inteira tentando ser algo que não são.

Antes de vir aqui, acabei de conhecer um outro blog e o que eu disse lá, serve aqui: seu blog é lindo, tanto em conteúdo quanto em layout. Estarei sempre por aqui.